quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Pare de se explicar: preservando sua energia para coisas melhores

Garota desbocada é um espaço visualmente tosco, ideologicamente irreverente, em que posto artigos politicamente incorretos sobre as minhas insatisfações e inquietações. Se quiser rir e praguejar comigo, entre e fique à vontade RS
 

Não há nada mais chato do que ter que explicar a mesma coisa 507 vezes. Quando a pessoa não entende mesmo, ok. Sou professora e tenho a maior paciência do mundo para ensinar. O problema é quando a pessoa não quer entender e fica acuando a gente num joguinho emocional perverso.
Na verdade, a pessoa entendeu muito bem, mas não concordou com o seu ponto de vista. Ao invés de discordar e pronto, encerrar o assunto, fica criando polêmicas em cima do nada, procurando pelo em ovo, chifre em cabeça de cavalo e tirando a paciência até do indivíduo que pratica budismo há 50 anos.
Como uma boa mistura explosiva de sangue espanhol com italiano, quando percebo este tipo de conduta, fico emputecida e minha vontade é pular na jugular mesmo, com os olhos cheios de sangue e muita bílis na boca.
Mas venho aprendendo a me controlar porque percebi que na verdade o carinha ou carinha que finge não entender só para criar uma mesa redonda, na verdade é um ser que precisa de muita atenção e como não consegue encantar as pessoas com palavras inteligentes, gentis ou engraçadas, fica criando polêmica em cima do nada. Estas pessoas enchem o saco, cutucam, provocam porque elas querem realmente que você perca seu precioso tempo com elas, dando explicações inúteis que te deixarão esgotado. Em resumo: elas querem que você se sinta como elas se sentem: um monte de merda.
Cada vez mais vou descobrindo que todo chato é um cara muito infeliz com ele mesmo e para conseguir se suportar, precisa jogar um pouco do fardo que ele é em cima do primeiro infeliz que tem o azar de passar na frente dele.
 
Sílvia Marques é escritora, professora doutora e escreve regularmente na Obvious. Viciada em café, chocolate, vinho barato, filmes bizarros e pessoas profundas.
 
 

2 comentários:

  1. oi parente (sou Valmir Marques, não sei pq cargas agua o tolo, agressivo e grotesco vafanculo dos comentários da obvious) mas confesso que foi uma surpresa das mais felizes achar seus comentários tão isentos de pretensão e afetação e, tb por isso mesmo, tão precisos, oportunos e necessários...que os deuses zelem por vc e sua inteligência tão humana quanto hoje isso é raro e precioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada primo RS Adorei o seu comentário! Grande abraço!

      Excluir